Vereador Cabo Zanola e ASCOBOM apresentam denúncia no Tribunal de Contas para apurar irregularidades no repasse do Estado para o IPSM

Na manhã desta quinta-feira, 08, o vereador Cabo Zanola juntamente com o presidente da ASCOBOM (Associação dos Servidores do Corpo de Bombeiros e Polícia Militar de Minas Gerais), Sargento Alexandre Rodrigues, protocolaram no Tribunal de Contas um pedido de auditoria e denúncia sobre a falta de repasse do Estado para o IPSM (Instituto de Previdência dos Servidores Militares do Estado de Minas Gerais).

De acordo com o vereador, a denúncia é baseada em documentos oficiais fornecidos pelo próprio Instituto. “Nos causa estranheza tudo isso que está acontecendo e o Tribunal de Contas não ter analisado a situação. Apresentamos a denúncia como forma de averiguar o caso e o propósito fundamental de recuperar a dignidade dos nossos militares, assim esperamos que sejam apurados os crimes que possam ter sido cometidos contra a saúde e a previdência dos servidores militares de Minas Gerais. Pedimos também que os eventuais culpados possam responder pelo crime de improbidade administrativa e que seja reposto todo o recurso desviado do IPSM”, disse.
A crise dentro do sistema de saúde e previdência dos militares tem sido agravada a cada dia, uma vez que o valor da dívida do Estado com o Instituto vem só aumentando. Enquanto isso, inúmeras clínicas, laboratórios e hospitais conveniados têm suspendido os atendimentos por falta de pagamento da prestação de serviço. “O valor que o Estado deve ao IPSM é de aproximadamente R$ 3 bilhões e ele ainda continua descontando os valores na folha de pagamento dos militares e pensionistas, isso é inadmissível! A família militar pede socorro! Chega de enrolação! Estamos vivendo momento de terror e sucateamento da segurança pública, situações extremas exigem medidas extremas, não desistiremos dos nossos direitos, pois sabemos também da importância do Instituto e todos os militares ainda precisarão dele, desde o soldado ao coronel. A luta continua e o IPSM é nosso”, ressaltou.
Fortes marchemos, eia Soldados!